Shopping UOL

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Violência no trânsito. Como prevenir e educar?

Uma das formas de violência que tem crescido no país é a violência no trânsito. Apesar da diminiução do números de mortes nas rodovias federais, após a Lei Seca, conforme estatísticas do Departamento de Polícia Rodoviária Federal (PRF), muito ainda deve ser feito.

Como declara o jurista Guilherme Feliciano, em entrevista à Canção Nova, a Lei Seca por si mesma não é suficiente para reduzir os acidentes no trânsito, em decorrência de motoristas alcoolizados. O mais importante seria a educação, em primeiro lugar, e também uma eficaz fiscalização pelos agentes de trânsito.

- Podemos considerar o trânsito como um grande causador de violência?

Guilherme Feliciano - Sem dúvida. Existem dados estatísticos atuais que revelam que, no Brasil, há diversos casos de morte e de ferimentos em acidentes de trânsito que se equipara à guerras. Lembro de uma comparação que foi feita com a Guerra do Vietnã. É, portanto, um fator tremendo de violência e dano à pessoa. O mais importante é que se tenha em mente que, mais do que reprimir, é preciso prevenir e educar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário